Depois de esgotar todos os planos, o regresso

Depois de quatro meses de espera por uma resposta à minha candidatura a um visto de trabalho, bastaram 10 segundos para ver o meu mundo a desmoronar-se. Aquele e-mail safado que aparece no inesperado. Li as primeiras três linhas e bastou-me. Chamei ajuda. “Preciso de um abraço, Jack.” Ele veio. Abraçou-me por tempo interminável. O meu mundo parou de girar. O ponteiro do relógio parou. O meu coração caiu sobre o seu peito. Ganhei coragem e disse “o meu visto foi recusado.”

Como uma viagem nos transforma

Estou a viver a minha liberdade. Sem julgamentos, principalmente meus. Sem preconceitos, principalmente meus. É incrível como uma viagem te transforma e te dá as ferramentas para descobrires um pouco mais sobre ti (se assim estiveres predisposto). Na tua essência e verdade. Só tens de ter coragem para te lançares na tua re-descoberta, colocando em causa todas as verdades irrefutáveis que um dia quiseste que fossem tuas.